Portuguese English French German Italian Russian Spanish
Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Categoria B

Documentação necessária:

  • Documento de Identificação;
  • Contribuinte;
  • Atestado Médico;

A categoria B, da carta de condução, permite conduzir:

  • Automóveis ligeiros, a que pode ser atrelado um reboque com massa máxima autorizada não superior a 750Kg ou, sendo esta superior, desde que a massa máxima do conjunto formado não exceda os 3500Kg;
  • Triciclos a motor de potência superior a 15KW, se o titular for maior de 21 anos;
  • Veículos da categoria A1, se o titular for maior de 25 anos, não o sendo, se for titular da categoria AM ou de licença de condução de ciclomotores;
  • Veículos das categorias AM e B1;
  • Tratores agrícolas ou florestais simples ou com equipamentos montados, desde que a massa máxima do conjunto não exceda os 3500 Kg;
  • Tratores agrícolas ou florestais com reboque ou com máquina agrícola ou florestal rebocada, desde que a massa máxima do conjunto não exceda 6000 Kg;
  • Máquina agrícola ou florestais ligeiras, motocultivadores com reboque ou retrotrem, tratocarros ou máquinas industriais ligeiras.
  • Os titulares da carta de condução da categoria B com mais de 21 anos e, pelo menos, 3 anos de habilitação na mesma categoria podem conduzir veículos com massa máxima autorizada superior a 3500Kg e até 4250Kg, desde que tais veículos se destinem exclusivamente a fins de recreio ou a ser utilizados para fins sociais prosseguidos por organizações não comerciais;

Para obter esta categoria é necessário possuir a idade mínima de 18 anos, podendo inscrever-se durante os 6 meses antecedentes, ou seja, aos 17 anos e meio. A par disso, o candidato deve residir em território nacional, possuir aptidão física e psicológica, e claro, obter aprovação no exame prático de condução.

Em relação às aulas teóricas, estas são presenciais e o candidato deve frequentar pelo menos 28 aulas e, posteriormente, realizar um exame teórico composto por 30 perguntas. Com o exame teórico/código pretende-se verificar se o candidato possui conhecimentos elementares sobre circulação rodoviária, relativamente a vários domínios do saber, entre eles, o saber-saber, o saber-fazer, o saber-ser e o saber-estar. A aquisição destes domínios é fundamental para que o candidato pratique, posteriormente, uma condução segura, tanto para o próprio como para os demais utentes da via.

Após aprovação no exame teórico, segue-se o exame prático, depois de o aluno concluir as aulas de condução necessárias (pelo menos 32 aulas).

Nesse preciso momento, o candidato deve estar preparado para pôr em prática técnicas de condução defensiva, isto é, ajustar o seu comportamento às situações que vão surgindo durante o exercício da condução, a fim de evitar conflitos e irregularidades no trânsito.

Neste sentido, algumas das exigências mínimas para a realização do exame prático são:

Prova de manobras especiais, referentes à segurança rodoviária (incide na realização de algumas manobras como a marcha atrás, estacionamento do veículo e saída em marcha à frente, mudança de direção, mudança de via de trânsito, circular ao lado de obstáculos, entrar e sair de autoestradas ou vias idênticas, posicionar-se e avançar corretamente em cruzamentos e entroncamentos, entre outras manobras); enfrentar eventuais características especiais da via pública (a passagem em rotundas, passagens para peões, passagens de nível, paragens de transportes públicos coletivos, inclinações acentuadas); tomar as precauções necessárias ao sair do veículo; demonstrar conhecimento e proceder à verificação do limpa-para-brisas, estado dos equipamentos, sistema de direção, sistema de travagem, fluidos, luzes, indicadores de mudança de direção, entre outros; regular o banco, espelhos retrovisores e cinto de segurança e confirmar se as portas estão fechadas.

Se o titular da categoria B possuir idade igual ou superior a 25 anos fica também habilitado para a condução de motociclos sem carro lateral – com cilindrada não superior a 125 cm3 e de potência máxima até 11 KW e relação peso/potência não superior a 0,1KW/Kg – e triciclos com potência máxima não superior a 15KW.

Atualmente, existe a consciência na sociedade de que conduzir é uma necessidade imprescindível tanto a nível profissional como pessoal. De facto, os conhecimentos, habilidades e capacidades que cada um de nós adquire ao longo da vida, distingue-nos dos demais. Saber conduzir pode marcar a diferença!

Portanto, na Era da globalização, uma das exigências que se impõe ao cidadão é a adaptação a novos contextos, em que cada pessoa deve apostar na melhoraria das suas habilitações e conhecimentos, a fim de estar preparado para a mudança. É neste contexto que a carta de condução pode ser uma mais-valia.

Tabela de preços

Carta de condução 550,00 €
Taxa prova teórico 80,00 €
Taxa prova prática 100,00 €
Atestado Médico oferta
Livro e Moodle oferta

Formas de pagamento

Pronto pagamento (oferta taxa prova teórica) 650,00 €
Em 2 (duas) mensalidades de  365,00 €
Em 3 (três) mensalidades de 243,34 €
Em 4 (quatro) mensalidades de 182,50 €

 

Categoria A2

Motociclos de potência máxima não superior a 35kW, relação peso/potência inferior a 0.2kW/kg, não derivados de versão com mais do dobro da sua potência máxima.

Documentação necessária:

  • Documento de Identificação;
  • Contribuinte;
  • Atestado Médico;

Para obter a categoria A2 é necessário possuir a idade mínima de 18 anos, podendo inscrever-se durante os 6 meses antecedentes, isto é, aos 17 anos e seis meses de idade. A par disso, o candidato deve residir em território nacional,bem como possuir aptidão física e psicológica.

Relativamente às aulas teóricas, estas são presenciais e o candidato deve frequentar, pelo menos, 32 aulas – matéria comum e disposições específicas (28 teórica comum + 4 especificas de motociclos) e realizar posteriormente um exame teórico composto por 40 perguntas em que pode errar 4.

Os titulares da categoria B (ligeiros) e da categoria B1 (quadriciclos e triciclos) que pretendam habilitar-se à categoria A devem frequentar apenas as lições respeitantes às disposições específicas de teoria (4 aulas), com respetivo exame teórico composto por 10 perguntas em que pode errar 1.

Os titulares da categoria A1 (motociclos até 125 cm3) ficam dispensados da frequência das aulas teóricas/código e do respetivo exame, tendo unicamente de realizar 12 aulas práticas e respetivo exame.

O exame prático contém algumas exigências mínimas, tais como, prova de manobras especiais (deslocar o motociclo sem ajuda do motor, caminhando ao seu lado, estacionar, executar manobras em marcha lenta e elevada); enfrentar eventuais características da via pública (rotundas, passagens para peões, passagens de nível, paragens de transportes públicos coletivos, inclinações acentuadas, entre outras); comportamento no tráfego (conduzir em curvas, mudar de direção, ultrapassar ou cruzar com outros veículos); preparação e controlo técnico do veículo para a segurança rodoviária, ajuste do equipamento de segurança (como luvas, botas, vestuário e capacete); proceder a verificações aleatórias sobre o estado dos equipamentos do veículo (como pneumáticos, sistema de travagem, sistema de direção, corrente, indicadores de mudança de direção, entre outros).

Depois de aprovado em exame prático, o titular da categoria A2 fica habilitado ainda, a conduzir veículos das categorias A1 e AM.

Quando adquirir o primeiro motociclo, recomendamos que tenha em atenção alguns aspetos de segurança, como por exemplo, chegar bem com os pés ao chão quando está sentado no motociclo.

Existem muitas outras sugestões / recomendações que são referenciadas no durante as aulas teóricas e práticas.

Com a formação em veículos de duas rodas pretende-se que o candidato adquira conhecimentos e práticas de comportamento, a fim de desenvolver uma condução responsável, segura e agradável, tendo sempre em conta que o imprevisto é o que qualquer condutor tem como o mais certo.

Tabela de preços

Carta de condução 260,00 €
Taxa prova teórico 80,00 €
Taxa prova prática 100,00 €
Atestado Médico oferta
Livro e Moodle oferta

Formas de pagamento

Pronto pagamento (oferta taxa prova teórica) 360,00 €
Em 2 (duas) mensalidades de  220,00 €
Em 3 (três) mensalidades de 146,67 €
Em 4 (quatro) mensalidades de 110,00 €

Categoria A1

(Motociclos até 125 cm3 e triciclos com potência não superior a 15kW)

Documentação necessária:

  • Documento de Identificação;
  • Contribuinte;
  • Cópia da certidão de Nascimento (narrativa completa);
  • Autorização paternal + cópia dos documentos do encarregado de educação;
  • Atestado Médico;

A Categoria A1, da carta de condução, abrange motociclos de cilindrada não superior a 125cm3, de potência máxima até 11 kW e relação peso/potência não superior a 0.1kW/kg e triciclos com potência máxima não superior a 15 kW.

Para obter a subcategoria é necessário possuir a idade mínima de 16 anos, podendo inscrever-se durante os 6 meses antecedentes, isto é, aos 15 anos e seis meses de idade. A par disso, o candidato deve residir em território nacional e possuir aptidão física e mental.

Relativamente às aulas teóricas, estas são presenciais e o candidato deve frequentar, pelo menos, 32 aulas – 28 aulas de teórica comum e 4 aulas específicas de motociclos, e realizar, posteriormente, um exame teórico composto por 40 perguntas, em que pode errar até 4.

Com este exame teórico/código pretende-se verificar se o candidato possui conhecimentos elementares sobre circulação rodoviária, ao nível dos vários domínios do saber, entre eles, o saber-saber, o saber-fazer, o saber-ser e o saber-estar.

A aquisição destes domínios é fundamental para que o candidato pratique, posteriormente, uma condução segura, tanto para o próprio como para os demais utentes da via.

Após aprovação no exame teórico, segue-se o exame prático, depois de o aluno concluir as aulas práticas necessárias – pelo menos, 12 aulas e 120km (os quilómetros são divididos pelas 12 aulas).

O exame prático contém algumas exigências mínimas, tais como, prova de manobras especiais (deslocar o motociclo sem ajuda do motor, caminhando ao seu lado, estacionar, executar manobras em marcha lenta e elevada); enfrentar eventuais características da via pública (rotundas, passagens para peões, passagens de nível, paragens de transportes públicos coletivos, inclinações acentuadas, entre outras); comportamento no tráfego (conduzir em curvas, mudar de direção, ultrapassar ou cruzar com outros veículos); preparação e controlo técnico do veículo para a segurança rodoviária, ajuste do equipamento de segurança (como luvas, botas, vestuário e capacete); proceder a verificações aleatórias sobre o estado dos equipamentos do veículo (como pneumáticos, sistema de travagem, sistema de direção, corrente, indicadores de mudança de direção, entre outros).

Quando adquirir o primeiro motociclo, recomendamos que tenha em atenção alguns aspetos de segurança, como por exemplo, chegar bem com os pés ao chão quando está sentado no motociclo.

Existem muitas outras sugestões / recomendações que são referenciadas no durante as aulas teóricas e práticas.

Com a formação em veículos de duas rodas pretende-se que o candidato adquira conhecimentos e práticas de comportamento, a fim de desenvolver uma condução responsável, segura e agradável, tendo sempre em conta que o imprevisto é o que qualquer condutor tem como o mais certo.

Tabela de preços

Carta de condução 300,00 €
Taxa prova teórico 80,00 €
Taxa prova prática 100,00 €
Atestado Médico oferta
Livro e Moodle oferta

Formas de pagamento

Pronto pagamento (oferta taxa prova teórica) 400,00 €
Em 2 (duas) mensalidades de  240,00 €
Em 3 (três) mensalidades de 160,00 €
Em 4 (quatro) mensalidades de 120,00 €